Li, e ai?: Deixa ela entrar

Sabe aquele livro que nos instiga? Pois bem, DEIXA ELA ENTRAR é exatamente desde tipo.

Apesar do começo um pouco lendo, a narrativa construída pelo autor vai crescendo e se formando (cada vez mais brutal e verdadeira até demais) a cada nova página, tornando a leitura algo incrível e até angustiante por vez ou outra. Não por qualquer ruindade na narrativa, mas sim pela necessidade crescente de saber o que vai acontecer.

Fazia tempo que não lia um livro tão bem construído, com todas as pontas bem desenvolvidas e pouca coisa perdida. A forma crua da escrita nos torna parte das palavras e das páginas. E mesmo que saibamos spoilers, surpresas ainda aparecem.

É um livro difícil de se falar por causa de seu enraizamento. Há um foco principal, mas a quebra em diversos núcleos torna tudo mais interessante e profundo. Sério, LEIAM!

Quer saber mais? Só dar o play para ver a crítica e minha empolgação também em vídeo! 😀