Guia de Bolso: Diário de Bordo – #2: Magic Kindgom

Então, depois de uma leve pausa, voltamos com o DIÁRIO DE BORDO da minha viagem. 
Já fará 1 ano que visitei a terra da magia e a cidade que nunca dorme, mas a gente nunca cansa de falar de boas viagens e é sempre impulsionado a compartilhar o que vivemos lá – além de ter vontade de já começar a planejar tudo de novo, mesmo sabendo que levará um tempinho. Eu, pessoalmente, adoro ler relatos, daqueles bem detalhadinhos, e se você curte também, é só continuar lendo. 
Para dicas de viagem no geral – com direito a vídeos e ótimas dicas -, só acessar  nosso #GuiadeBolso.
diarioMK

Depois de um “meio-dia” fazendo o básico e nos instalando na cidade maravilhosa, dormimos como nenés e acordamos para o primeiro dia “de verdade”. Como chegamos em uma terça e iríamos embora na segunda-feira, optei por fazer logo os parques e deixar o domingo (e último dia) para as comprinhas. Obviamente tínhamos que começar pelo símbolo Disney: o Magic Kingdom.

Assim que pisei em Orlando eu fiquei LOUCA, juro, acordei as 7 da manhã mega animada, louca e contente (o que é uma raridade por que sou uma péssima pessoa matutina). Foi um pequeno sacrifício tirar a minha avó da cama – sim, acredite, ela não é daquelas velhinhas que dormem cedo e acordam ao raiar do sol. NÃO! Ela dorme na madrugada e acorda depois do meio dia #vovónabalada

Como tínhamos passado no Walmart na noite anterior, tomamos café da manhã no quarto mesmo, com direito àquele pão MARAVILHOSO que só existe na terra do Tio Sam, cream-cheese, peito de peru e suco de laranja! <3

Não lembro se adiantei nos relatos anteriores, mas a previsão do tempo quando fui fazer minha mala era de calor e um tempo bem agradável. Todavia, como bom começo de primavera (lembre-se: era Spring break), o tempo nos deu uma bela rasteira. Estava um friozinho do cão e minha idéia de usar short foi por água abaixo. Ainda bem que tinha levado 1 legging e 1 jeans!

Fomos de cachecol e tudo. Vovó reclamando do frio e sem muita animação. HAHAHHA… Mas o dia estava LINDÃO! Tipo, um sol MA-RA, céu azul e nuvens de algodão doce. Tudo no melhor estilo Orlando de ser! <3

Chegando ao portal da Disney, a emoção já começou a bater forte! Tentei fazer minha avó filmar, mas não rolou. HAHAHH…  Se eu me inspirar, farei o vídeo dessa hora. Ficou muito engraçado! 

relatos
 
Depois de uma breve volta desnecessária pelo complexo (leia-se: nos perdemos um pouco! Por que o GPS não serve para NA-DA dentro da Disney, tá? É tipo, passou o complexo desliga e vai seguindo as plaquinhas que funciona melhor! Bem melhor), enfim chegamos ao portal do MK! <3 <3 

 
Ai gente, sério, meu coração começou a pular louco nessa hora. Parecia criança de novo. Queria sair correndo. Minhas mãos já estavam suando de emoção! 
 
Estacionamos no SIMBA e rumamos para pegar o trenzinho. Ali já notamos o “climão” que aquele dia teria. 
 
Eu sabia que iria sofrer com o Spring Break – isso que dá incluir Orlando de última hora na viagem! HAHAH -, mas acho que o Magic Kingdom foi a prova de fogo. Os outros dias foram gradualmente reduzindo a lotação (vocês verão), mas era MUITA gente mesmo. MUITA! 
 
Minha sorte foi ser uma disney-maniáca e amar o rolezinho mesmo com fila e com tudo. Só de andar pela Main Street já me fez feliz.
 
Ali no trenzinho tivemos que esperar 2 passar para que conseguíssemos embarcar. Mas estamos na DISNEY! Então dane-se. ehehehe… 
 
Passamos pela revista e seguimos para alugar uma cadeira de rodas para a vovó. Veja bem, minha avó completou 80 anos e tem problemas no joelho. Antes de sairmos do Brasil fizemos uma lavagem cerebral nela para que aceitasse alugar a cadeira. Tentei fazê-la pegar uma cadeira simples (que era em torno de 20/30 dólares), mas ela preferiu a elétrica para “não me atrapalhar”. Era 70 dólares (gente, coisa CARA!), mas já estávamos esperando. Ela subiu no negocinho e ‘bora lá. 
 
Andamos até o castelo. Meu coração já esmigalhado, todo cheio de emoção. EIKE COISA MÁ LINDA! <3 <3 
 
O céu azulzinho e maravilhoso foi ótimo para lindas fotos! Já aproveitamos ali mesmo para pegar nosso cartão do Photopass (que explicarei o que é mais tarde) por que eu não fiz o pacotão por que, no final, não valia muito a pena. Seriam só 2 parques disney #depressão e tirar uma foto linda com o castelo. 
 
46386940000 (1)
 
Depois disso, seguiu-se um little drama por que minha avó se irritou com a cadeira e quis devolver. Confesso que acho que ela ficou meio “sem graça” por que ainda era BEM cedo e haviam poucas pessoas com essas cadeiras. Tentei convencê-la – de novo! – a uma cadeira comum e ela não quis, disse que iria andando e que descansando com o passar do tempo e que não precisava de cadeira. Ai, ai, viu! 
 
Voltamos então todo o caminho da Main Street. Deixei minha avó sentada em um banquinho e fui buscar os Fast Pass para a Space Moutain. 
 
Como a minha vó obviamente não iria nos brinquedos radicais, eu usei os FP’s dela. Ou seja, tinha sempre 2 tickets para toda a atração que eu quisesse. O que foi MUITO BOM! Acho que agora com o novo método será impossível fazer isso, mas em Março passado foi um pano para a minha manga. 
 
Encontrei vovó e vamos para Adventureland. 
 
Como eu sabia que o parque estaria lotado, realmente não estava naquele pique louco. Eu sabia que faria apenas algumas atrações e estava conformada. Por isso, seguimos curtindo o parque, tirando várias fotos e aproveitando – principalmente enquanto as coisas ainda estavam vazias! 
relatos1
 
A SPLASH MOUTAIN estava fechada (triste), mas a Big Thunder estava com 5 minutos de espera! VIVA! Corri para lá e logo em seguida fomos para a Mansão Assombrada, onde minha avó poderia ir. Pegamos acho que 10 minutos de fila. 
 
Foi um pouco tenso subir no trenzinho, uma vez que aquela esteira rolante não para nunca. Mas sempre Disney é Disney e a funcionária, notando minha avó meio cambaleante deu aquela reduzida na velocidade para ela subir! ^^ 
 
Ali já pegamos o ritmo. Voltamos para Tomorowland. Aproveitamos que ainda faltava um tempo para meu FP e seguimos rumo ao brinquedo do Buzz. Aqui já pegamos uns bons 30/40m de fila. O parque já começava a lotar. Mas assim que “entramos”, na parte fechada onde tinha coisas para ver e fotografar tudo passou mais rápido. 
 
Saindo de lá tentamos tirar foto com o Buzz, mas logo depois de entrar na fila ele saiu para troca e eu desencanei. O CM falou que logo haveria outro, mas decidi não esperar. 
 
Isso é uma coisa triste e que compensarei na próxima visita: não tirei foto com NENHUM personagem Disney. Como os parques estavam cheios, presei mais pelas atrações do que pelas fotos. É algo de que me arrependo, mas que valeu a pena para poder aproveitar mais. 
 
Vovó sentou-se em um lugar ao sol – aproveitando o calor que estava vindo – e eu fui na Space Moutain com FP. Delicia pura! Eu achei ela BEM MAIS radical do que me lembrava. Na vez que fui com meus pais, haviamos ido anes no Busch Gardens e acho que isso pode ter distorcido meus parâmetros – ou eles ativaram o turbo mesmo! ahahahhaha… 
 
Parei para comprar umaa coca para vovó e seguir para o brinquedo o Stich. Expliquei para a minha vó o que era, mas ela não quis ir. Foi uma fila bem rápida, de uns 15 minutinhos! Achei a atração bacaninha, mas nada demais. Indo de novo, só entraria lá com pouca fica, como foi o caso. Lembro em 99 que o brinquedo era do Alien e fiquei MORRENDO de medo de entrar HAHAAH… 
 
Voltei para o banquinho e minha vó estava no maior papo com uma brasileira. Sempre nos encontramos, incrível, né? AHAHHA. Fiquei um pouco com ela e logo bateu a fominha. 
 
Ali logo abaixo do Astro Orbiter tem algumas lanchonetes e foi ali mesmo que sentamos. Comprei uma hot-dog delicinha para cada uma acompanhado de batata-frita (que deixamos para outro dia) e refrigerante. 
 
Vovó AMOU o dogão. Praticamente só comeu isso nos parques. Esse, em específico, tinha uma mostarda BEM fote e carne moída. Achei gostoso e ok para uma comida de parque. 
 
relatos3
Como estávamos cheias, fomos passear. 
 
Cruzamos com a Lata de lixo falante! XDD ~~ Eu não sei por que não gravei, mas foi muito legal e minha avó achou o máximo, super “moderno”. HAHHAHA.
 
Seguimos andando até o New Fantasy Land, já notando a lotação bizarra nos briqnuedos.
 
Ali parecia um inferno na terra. O tapumes da nova montanha-russa tomavam um pouco do “calçadão” e a galera parecia estar EM PESO naquela área nova. Mal dava para chegar perto da atração da Pequena Sereia, o castelo da Fera tinha uma fila quilométrica. 
 
Passeamos por onde dava, entramos na taverna do Gaston, tiramos fotos e tudo mais. Minha avó ficou um pouco cansada e sentou ali na entrada na nova área, onde há umas muretinhas bonitas. Estava sol e ela me mandou passear e voltar depois. Dei um dinheiro para ficar com ela e expliquei onde ficava o banheiro e lanchonetes. E qual era a área permitida para caminhar. HAHAHAH… Fiquei com medo, já pensou perder ela no meio da multidão?
relatos2
 
Notei que o segundo FP da Space Moutain ia vencer e sai correndo. Cheguei em cima da hora e fui de novo, fila rapidíssima. Segui para o Piratas do Caribe – muitomuito legal! XD ~~ -, mas com uma fila bem grandona (uns 30/40m). E comecei a procurar brinquedos onde a fila fosse menor, porque não queria demorar muito tempo e também por que achava um absurdo esperar 70/90m no brinquedo do Pooh, por exemplo. hehe. 
 
Acabei chegando em uma rua, próxima a Big Thunder, que estava fechada devido a parada (que tinha esquecido). Foi ÓTIMO! O lugar é excelente, consegui tirar fotos lindas e não estava lotado. Adorei ter pego o desfile sem querer. 
 
Foram neste pequenos detalhes que minha paixão foi crescendo ainda mais! <3 #romântica Fiquei louca! 
 
relatos4
Visto o desfile fui de encontro a vovó. E tinha uma americana tentando conversar com ela. Quando cheguei, a mulher reclamou que deixei minha avó sozinha no sol. Moça, desculpa! Mas ela quem quis ficar lá e, juro, não estava calor como ela alegou estar. Somos do Brasil! Aquilo estava era frio! HAHAHAHAHA… ENFIM! 
 
Fomos para o Phillarmagic (não sei escrever o nome do brinquedo) que notei estar vazio e minha avó ADOROU! Ela ama o Donald e achou o máximo os efeitos visuais e tudo. Seguimos para o People Mover seiláoque e depois para aquele trenzinho que dá a volta pelo parque (sim, foi a vez dos “brinquedos sem fila”). O People Mover eu achei BEM legal e diferente, ótimo para descansar os pés e conhecer mais a Tomorrowland. Já o trenzinho, eu peguei por que eu achava que dava para ver alguma coisa ali, mas não dava para ver NADA. AHAHAHAHA… Acabamos descendo onde havíamos parado mesmo, por que tínhamos reserva no Tony’s Square. 
 
O restaurante estava lo-ta-do, mas fomos chamadas 5/10m depois de dar nossos nomes. Por isso: RESERVE! SEMPRE reserve. 
 
A comida estava gostosa, o atendimento foi bom e saímos bastante satisfeitas. 
 
Como já estava de noite e a Main Street começava a lotar, fomos passear por algumas lojinhas e tentar achar nosso lugar ao sol para ver a parada e o Wishes. 
 
relatos5
 
Achei uma frestinha em uma lugar bem bacana, mas não tinha NENHUM lugar para sentar e minha avó não ia sentar no chão, né? E como estava sem cadeira de rodas, não rolava o improviso. Acabou que ela sentou num degraus de uma casinha fake e, antes que eu notasse, uma segurança falou com ela – que explicou em mímica que não poderia ficar pé – e trouxe uma cadeira de rodas! XD
 
Nessa hora a gente nota o respeito dos americanos. Eles abriram um espacinho extra para minha avó entrar e ficar comido. Até fizemos amizade com um casal que achou que estávamos falando russo ou alemão! HAHAHAHAH… 
 
Então o desfile começou. TÃO BONITINHO! ^^ Adorei. Quando fui em 99 não tínhamos visto o desfile noturno e foi algo que eu quis MUITO ver desta vez. Achei o desfile da tarde melhor, mas esse é bem diferente e a musiquinha impreguina na cabeça para SEM-PRE depois. 
 
Tendo acabado o desfile, impedi vovó de descer da cadeira de rodas e empurrei ela até o meio da Main Street para vermos o Wishes. Estava BEM frio novamente e enrolei meu cachecol na vovó. hahah. 
 
Gente, que coisa LINDA é aquela? Não consegui tirar nenhuma foto por que a bateria do celular e da câmera haviam acabado, mas, nossa, só de lembrar fico emocionada. Lindo, lindo. Só aquele “Wishes, wishes…”. Meus olhinhos encheram de lágrimas e emoção. E minha avó lá falando que o carnaval do Brasil e os fogos de ano novo eram melhores. Ai, ai… Patriotismo. AHAHAHHAHA. 
 
Acabada a apresentação, vamos enfrentar a muvuca. Era MUITA GENTE MESMO saindo. Talvez a gente pudesse ter esperado passar um pouco, mas acho que não passaria tão cedo assim. Falei para minha avó que ela ficaria na cadeira de rodas até entrarmos no Monorail e fui empurrando ela até lá. AINDA BEM, por que, juro, demoramos acho que uns 30/40m apenas nessa fila! O_o’ 
 
Aqui rolou uma tensão e “americanos não tão educados assim” que tentaram ser malandros e furar a fila. Todo mundo começou a gritar e reclamar e logo um segurança tirou ele de lá. Em contrapartida, um pessoal atrás de mim se ofereceu para segurar minha avó, já que era uma pequena ladeira e eu lá, trabalhando os bíceps. HAHAHAHA… 
 
Saindo no monorail ainda rolou uns 20m de espera para pegar os carrinhos até o estacionamento. 
 
Sintam a lotação! O_o’ MUITO grande. Mas tudo bem, tudo é festa, é Disney e eu estava MUITO feliz. Só muito cansada também. HAHAHAH… 
 
Na volta para casa, ops, hotel, foi tudo bem tranquilo. A estrada bem cheia e movimentada ao invés de deserta, como eu esperava. Uma coisa que me irritou um pouco, foi o fato de o povo lá não respeitar limite de velocidade. Juro, eu andava sempre beirando o máximo (era 80, eu tava a 79) e vivia recebendo farol dos apressadinhos. Poxa vida! Passei a andar apenas na faixa de menor velocidade. HAHAHAH… 
 
Deixei para lá meu plano de passar na farmácia ou no walmart (por que não tínhamos comprado protetor solar, protetor labial e algo para embrulhar lanchinhos para levar) por que estava MORTINHA DA SILVA. 
 
Tomamos banho, tomei um dorflex amigo, programei o despertador para 7:30 do dia seguinte – já que o parque abria mais tarde – e dormimos como nenéns! 
 
CONSIDERAÇÕES: 
 
IDOSOS #1: se for com pessoas mais velhas, não deixe que elas fiquem sem cadeiras de rodas. Isso limita um pouco a “andança” e faz com que a pessoa fique mais cansada. Insista! Ainda mais se for uma comum, em que a pessoa pode empurrar quando quiser andar e sentar quando estiver cansada. 
Acompanhe o Guia, VIAJANDO COM IDOSOS, em breve com post sobre Orlando e Idosos. 
 
LOTAÇÃO SPRING BREAK #2: Spring Break é loucura! Como disse, o MK foi o pior parque de todos. Então, se você se irrita com lotações, quer um clima mais tranquilo e sem tanta gente, não viaje nesta época (:
 
 
 
~~ Próximo dia: ISLAND OF ADVENTURE!